Cátedra Ignacy Sachs – PUC-SP | NEF

Girl Rising: Filme conta a história de meninas em busca de acesso à educação

Deixe um comentário

Girl Rising Photo #1
Filme recém lançado conta as histórias de nove meninas extraordinárias países que vivem em países pobres e enfrentam implacável circunstâncias para conseguir acesso à educação. Duas crianças são de projetos da Visão Mundial: Ruksana (Índia) e Azmera (Etiópia).
Com direito a tapete vermelho, estreou na noite de ontem o filme Girl Rising. Lançado nos cinemas de Nova Iorque, o filma e conta as histórias de nove meninas extraordinárias que vivem em países pobres (Camboja, Nepal, Índia, Egito, Peru, Haiti, Serra Leoa, Etiópia e Afeganistão ) e enfrentam implacável circunstâncias para conseguir acesso à educação.  Duas dessas histórias são de crianças, beneficiadas por projetos da Visão Mundial: Ruksana (Índia) e Azmera (Etiópia).
Dirigido pelo indicado ao Oscar, Richard E. Robbins, o filme é produzido pela aclamada produtora Martha Adams e narrado por atrizes renomadas, como:  Meryl Streep, Anne Hathaway, Kerry Washington, e Selena Gomez. Menina Estável.
Cada uma das nove histórias é contada por um roteirista renomado em seu próprio país. Na Índia, a história de Ruksana foi contada pela  célebre roteirista Sooni Taraporevala.
Seu trabalho anterior inclui o roteiro do filme indicado ao Oscar, Salaam Bombay. Em Girl Rising, Sooni conta a história de 11 anos de idade Ruksana – uma menina indiana que vive nas ruas de Calcutá. Ela falou com a Visão Mundial sobre a sua experiência.

 

Por que você escolheu se concentrar na história de Ruksana?

Os produtores me deram um vídeo de entrevistas que tinham feito com várias meninas e me pediram para escolher qual história que eu queria contar. Assim que eu vi Ruksana na tela, eu sabia que era ela.

Ela se sentia como uma criança que não tinha agenda. Ela era natural. Ela também era uma artista e alguém que gostava de pintar. E, como roteirista, eu senti que eu poderia usar isso na história que escrevi sobre ela.

Que tipo de vida Ruksana leva?

Ela vive na calçada com sua família e passa a noite em um abrigo. Ela tem uma família muito amorosa e que dava muito apoio,  o que me deixou muito feliz. São apenas as circunstâncias físicas em que ela vive que são difíceis. A mãe dela me disse que ela também tinha nascido e sido criada na mesma rua e na mesma calçada.

Onde a família guarda suas coisas pessoais?

A “casa” deles fica contra a parede de uma instituição. Eles têm uma espécie de lona que forma o telhado, e tudo fica nesse espaço – uniformes escolares, mochilas escolares, utensílios de cozinha, tudo.

O pai de Ruksana trabalha em dois empregos e sua mãe é cozinheira e cuida da família. Seu pai é um vendedor de cana, e ele também trabalha no aeroporto como pintor.

Mesmo  trabalhando em dois empregos, o pai não consegue uma casa melhor?

É muito difícil em cidades como Mumbai (Bombaim) e Kolkata (Calcutá), que são muito densamente povoadas, para encontrar qualquer tipo de habitação razoável. As pessoas simplesmente não podem pagar. Mesmo que ele está trabalhando em dois empregos, é uma vida de vender o almoço para pagar o jantar. Eles estão sob a constante ameaça de demolição, porque o governo realiza frequentemente ações de demolição para limpar as calçadas.

Como você “quebrou o gelo” quando foi apresentado a Ruksana pela primeira vez?

Com a minha câmera. Isto sempre quebra o gelo. Eu também sou fotógrafa e carregar minha câmera comigo em todos os lugares. Quando eu a conheci, eu tirei fotos dela e de sua família. Por causa das maravilhas da fotografia digital, você pode mostrar as imagens imediatamente na tela de sua câmera, e fiz isso. Mesmo assim, ela é uma menina tímida e demorou um pouco para se abrir mais.

Você escreve filmes de ficção. Como você se adaptar a um estilo de contar história que é mais um documentário?

Eu escrevo longas metragens de ficção. Mas o primeiro filme que eu escrevi foi Salaam Bombay – sobre crianças de rua em Bombaim. Eu fiz muitas investigações antes de escrever o roteiro, que foi muito baseado na realidade.

Basicamente, é isso que eu fiz com a história de Ruksana. Não é ficção, mas os eventos que acontecem na história não necessariamente acontecem de acordo com a cronologia mostrada na tela.

Ruksana raramente perde um dia de escola?

Sim, ela tem um entusiasmo muito grande com a escola. Eu acho que os pais inculcaram em seus filhos que eles têm que ser bem-educados. A Visão Mundial ajuda a família com as taxas escolares e livros escolares e, em geral, fica bem atenta às necessidades da família.

Girl Rising é uma ação de destaque da Campanha 10×10, uma parceria com a Visão Mundial para lançar um movimento global para promover a educação para meninas em países em desenvolvimento – um desafio global de destaque no filme Garota Nascente.

Girls Rising mostra a força do espírito humano e o poder da educação para mudar uma menina – e o mundo. Milhões de meninas enfrentam barreiras que os meninos não precisam enfrentar para estudar. Nós podemos ajudar a quebrar essas barreiras, chamando a atenção mundial para os benefícios da educação de meninas  e a sua comunidade pode ser um ótimo lugar para começar!

O filme foi lançado oficiamente nos EUA na véspera do Dia Internacional da Mulher. Em breve, cinemas e comunidades de vários países exibirão o filme nos cinemas em suas comunidades. Cliqueaqui para assistir ao trailer legendado do filme e aqui pra ver o trailer oficial (inglês). Para mais detalhes sobre o filme, acesse: girlrising.com.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s