Cátedra Ignacy Sachs – PUC-SP | NEF

O número de pessoas adultas que moram nas ruas de Porto Alegre cresceu 75 por cento nos últimos oito anos

Deixe um comentário

Fonte: Unisinos

O número de pessoas adultas que moram nas ruas de Porto Alegre cresceu 75% nos últimos oito anos. Esse dado decorre de uma pesquisa realizada desde 2007 pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas – IFCH da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS em convênio com a Fundação de Assistência Social e Cidadania – Fasc da prefeitura de Porto Alegre. O levantamento mais recente acerca da população adulta em situação de rua, realizado em setembro do ano passado, contabilizou 2.115 pessoas nessa condição. Conforme um dos responsáveis pela pesquisa, o professor de Sociologia Ivaldo Gehlen, da UFRGS, entre 0,1% e 0,15% da população das cidades médias e grandes do Brasil estão em situação de rua.

Uma amostra de 467 pessoas que vivem nas ruas de Porto Alegre responderam a uma entrevista, a fim de se descobrir informações sobre hábitos cotidianos, identidades sociais e étnicas, condições socioeconômicos e culturais, estratégicas de sobrevivência, de trabalho e de renda, formas de sociabilidade, representações sociais, relações e avaliações das instituições e suas principais demandas.

Gehlen afirma que era previsto que a região de maior concentração da população de rua fosse o Centro Histórico, com cerca de 40%, e na sequência os bairros FlorestaMenino DeusCidade Baixa e Navegantes. “Em relação aos censos anteriores, observou-se expansão para os bairros, inclusive alguns distantes do Centro, como Restinga e Sarandi”, disse em entrevista concedida por e-mail para a IHU On-line.

O crescimento dessa população é verificado em várias cidades grandes brasileiras. “Talvez reflitam justamente o fato de haver políticas, mesmo que insuficientes e precárias, de âmbito nacional e municipais, que estimulam as pessoas se apresentarem nesta condição, ou seja, não mais se ocultarem ou viverem muito precariamente em outras condições”, avalia o sociólogo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s