Cátedra Ignacy Sachs – PUC-SP | NEF

Periferias. As mulheres na linha de frente

Deixe um comentário

Pensar as periferias na contemporaneidade não é tarefa muito fácil. Os mais apressados costumam criar rótulos simplificadores e preconceituosos, sem considerar as periferias em sua complexidade, com contradições e potencialidades. O fato é que nelas vivem milhares de pessoas em todo o Brasil. E também é verdade que, através das mais diversas formas de expressão, muitos moradores dessas regiões têm conseguido construir uma narrativa que coloca em xeque o discurso monotemático a respeito do que são elas. Com a proliferação de diversas outras possibilidades de veiculação de vídeos, mensagens, músicas, poesias, artigos e outros, mulheres e homens das periferias vão assentando uma narrativa contestatória aos clichês daqueles que sabem muito pouco a seu respeito.

No esforço de compreender com maior agudez o que são as periferias, no último sábado, 05 de maio, o CEPAT promoveu o debate As periferias como espaço de produção e resistência, pelo ciclo Cenários para o Brasil contemporâneo. A atividade conta com a parceria do Núcleo de Direitos Humanos da PUCPRCáritas – Regional ParanáComunidades de Vida Cristã (CVX) – Regional Sul e Instituto Humanitas Unisinos – IHU. A convidada especial para conduzir este debate foi Juliana Borges, feminista negra, antiproibicionista e pesquisadora em Antropologia na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo.

Leia mais aqui.

Autor: Alê Almeida

Alessandra Felix de Almeida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s