Cátedra Ignacy Sachs – PUC-SP | NEF


Deixe um comentário

ONU: As mulheres ganham 23% menos que os homens – o maior roubo da história

No mundo, as mulheres ganham em média 23% menos do que os homens. Quem afirma isso são as Nações Unidas, informando que o fenômeno – conhecido como o gender pay gap – é “o maior roubo da história”.

A informação é publicada por La Repubblica, 20-01-2018. A tradução é de Luisa Rabolini.

De acordo com dados coletados pela organização, não há distinção de áreas, setores, idade ou qualificações. “Não há um único país, nem um único setor em que as mulheres tenham o mesmo salário de homens“, afirmou o conselheiro da ONU, Anuradha Seth. Segundo a Eurostat, a situação da disparidade salarial italiana está entre as melhores do Velho continente, pouco acima de 5%. Mas a estatística europeia é construída sobre os salários por hora, não leva em consideração outros descontos da situação de trabalho das mulheres italianas. O Observatório Jopricing, que analisa os ganhos brutos anuais no setor privado, calcula a diferença na ordem de 12% do salário, cerca de 3 mil euros.

Leia mais aqui.


Deixe um comentário

They’re Waiting Longer, but U.S. Women Today More Likely to Have Children Than a Decade Ago

The share of U.S. women at the end of their childbearing years who have ever given birth was higher in 2016 than it had been 10 years earlier. Some 86% of women ages 40 to 44 are mothers, compared with 80% in 2006, according to a Pew Research Center analysis of U.S. Census Bureau data. The share of women in this age group who are mothers is similar to what it was in the early 1990s.

Leia mais aqui.


Deixe um comentário

Britain’s involvement in Yemen is making the situation worse

Driving through the monotonous desert that connects Yemen’s eastern provinces to the country’s northern highlands, the only break in the road as it heads towards a liquefied mirage are rusting oil barrels and makeshift wooden huts that mark the regular checkpoints dotted along the tarmac. Fuel tankers, food trucks and cement lorries pause as drivers hand bundles of green and yellow Yemeni rial notes out of their windows to scruffy soldiers. While government employees, from medical practitioners to street cleaners, continue their wait of more than a year for unpaid salaries, and while millions face starvation, these wads of cash fuel a war economy that is proving highly lucrative for some.

Leia mais aqui.


Deixe um comentário

Datafolha revela que 42% das brasileiras já sofreram assédio

Embora tenha se tornado quase um sinônimo dos bastidores de Hollywood em 2017, o assédio sexual não é, infelizmente, um problema restrito ao showbiz. Pesquisa do instituto Datafolha com 1.427 entrevistadas a partir de 16 anos revela que 42% das brasileiras já foram vítimas desse comportamento, que, pela legislação brasileira, é considerado contravenção penal quando ocorre na rua e crime quando envolve uma relação hierárquica entre as partes. Assédio é diferente de estupro, que envolve contato, “conjunção carnal”.

Leia mais aqui.

 


Deixe um comentário

No Brasil, filhos de mães encarceradas já nascem com direitos violados

O estrondo do portão de ferro que se fecha marca o fim de mais um dia. Na cela, com não mais de 10 metros quadrados, apertam-se objetos cobertos por mantas, uma cama protegida por um mosquiteiro e um guarda-roupa aberto com roupas de bebê dobradas. Adesivos infantis decoram a parede e mantas em tons pastel ocultam as grades de ferro. Ali, na ala da amamentação na Penitenciária Feminina de Pirajuí, em São Paulo, dormem Rebeca, de 7 meses, e sua mãe, Jaquelina Marques, de 23 anos. A menina só vê o mundo exterior – árvores, carros, cachorros, homens – ao ser levada para consultas pediátricas. Normalmente, passa o tempo todo com a mãe, ocupante temporária de uma das 12 celas no pavilhão.

Leia mais aqui.

 


Deixe um comentário

Relatório das Nações Unidas aponta situação de desigualdade das mulheres

Todos os anos o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA, na sigla em inglês) divulga o relatório “Situação da População Mundial”, que foca em questões de interesse relacionadas a população e desenvolvimento.

O UNFPA trata de questões populacionais e tem como missão ampliar as possibilidades de mulheres levarem uma vida sexual e reprodutiva saudável e acelerar o acesso universal à saúde sexual e reprodutiva, incluindo planejamento familiar e maternidade segura.

Leia mais aqui.


Deixe um comentário

No Brasil, 55% da renda fica com os 10% mais ricos

País só perde para o bloco de países do Oriente Médio, segundo relatório inédito realizado por pesquisadores da Escola de Economia de Paris

Andrei Netto, correspondente, O Estado de S.Paulo

Um novo relatório produzido por mais de 100 pesquisadores da Escola de Economia de Paris (PSE), coordenados pelo economista Thomas Pikkety, confirmou ontem o Brasil no topo das nações com maior desigualdade social no mundo. Segundo o estudo, os 10% mais ricos da sociedade brasileira concentraram 55% de toda a riqueza produzida em 2016, enquanto 12% foram parar nas mãos dos 50% mais pobres. A classe média, que representa 40% da população, agregou 32% do total. Os números indicam que o País só perde para os do Oriente Médio e está ao lado dos da Índia entre os que mais concentram renda.

Leia mais aqui.